Segunda-feira, 28 de Março de 2011

Esta carta foi escrita para ti

Para te dizer o que eu passei

Para te dizer o que eu senti

Para te dizer o quanto te amei

 

O que eu passei: noites sem descansar

Por ter medo, medo do impossível

Por ter medo de isto acabar

Por tu seres insubstituível

 

O que eu senti: saudades e dor

Em todos os momentos em que não estavas

Mas que grande este amor

E tu, como este, muitas vezes me magoavas

 

O quanto te amei: palavras não descrevem

Pois amor não são palavras

Nem são palavras que favorecem

Toda a felicidade que me davas

 

José Nuno Macedo

 10ºC



donos das palavras pratadanossacasa às 11:17
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Esta é a nossa casa. A prata que lá temos são meninos, não de prata mas de ouro...
Colégio Dom Diogo de Sousa

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
29
30
31


Baú de escritos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO